IMOBILIÁRIAS TERÃO DE RESTITUIR BENEFICIÁRIO DO MINHA CASA MINHA VIDA

O juiz considerou que o valor deveria ser restituído em dobro por entender que as imobiliárias agiram com dolo por terem efetivado a cobrança da corretagem “em descumprimento da legislação, fazendo-o de forma ilegal e abusiva”

A taxa de corretagem não pode ser cobrada dos beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). É o que estabelece o Ofício 0051/2011/SN Habitação da Caixa Econômica Federal, que levou a juíza da 17ª Vara Cível e Ambiental de Goiânia, Rozana Fernandes Camapum, a condenar as imobiliárias Brookfield Centro-Oeste Empreendimentos Imobiliários S. A., Brookfield Cerrado Empreendimentos Imobiliários S. A. E Leonardo Rizzo Participações Imobiliárias Ltda. A restituir em dobro o valor cobrado de Iron Oliveira Damasceno. Na sentença a juíza decretou a anulação do contrato firmado entre eles.

Por dificuldades financeiras, Iron buscava a rescisão do contrato e, por isso, interpôs ação de restituição de valores pagos. Segundo ele, após adquirir, por contrato de compra e venda, um apartamento na capital, pagou o valor de R$ 3.602, pensando se tratar da entrada do imóvel. Em sua defesa, a Brookfield alegou que o homem havia assinado contrato em que concordou com o pagamento das despesas de corretagem.

A juíza constatou que o valor do imóvel e a renda auferida por Iron se encaixavam dentro do Programa Minha Casa Minha Vida e destacou que o pagamento de corretagem mostrava-se incompatível com as regras do programa. “A Caixa Econômica Federal deixou cristalino que não cabe ônus aos beneficiários do PMCMV, nem mesmo comissão de corretagem”.

Indébito

Rozana Fernandes considerou que o valor deveria ser restituído em dobro por entender que as imobiliárias agiram com dolo por terem efetivado a cobrança da corretagem “em descumprimento da legislação, fazendo-o de forma ilegal e abusiva”.

A magistrada destacou que o Judiciário está cheia de ações por conta de contratos com “cláusulas ilegais e abusivas” por parte das construtoras e imobiliárias. Ela ressaltou que isso prejudica os cidadãos e o trabalho da Justiça. “A Justiça pode ser melhor, desde que todos concorram para isso, não só com o trabalho incansável de juízes e servidores, mas também das Construtoras, Imobiliárias e dos advogados, que devem colaborar e evitar fazer constar dos contratos cláusulas em confronto com a lei e matéria já consolidadas pela jurisprudência e inclusive sumuladas”.
aplicativo de gerir administradoras sistema de gestão para apartamentos aplicativo administração casas software para gerir de administradoras de condomínios sistema para administrar para condomínios software de aluguel app de gerenciamento de administradoras software gerência de administradoras de condomínios app para gestão para condomínios sistema locação para administradoras de condomínios software para condomínios sistema locação para imóveis sistema para gestão de administradoras de condomínios programa locação administradoras de condomínios sistema gerir imobiliárias software prédios programa para gerir para terrenos sistema administração para salas sistema de gerir apartamentos programa gestão para salas programa para gerência de casas sistema para locação para imobiliárias software controlar imóveis app gerenciamento para lojas sistema para administrar de imobiliárias app de administração de administradoras programa gerir para salas software de locação terrenos aplicativo para administração de imobiliárias software de gerenciamento de condomínios app controle administradoras aplicativo aluguel para casas app para administração de terrenos aplicativo para locação para casas software gestão para condomínios sistema de aluguel casas app de controle condomínios software de gerenciamento condomínios sistema controlar de condomínios software gestão de apartamentos programa gerenciar para terrenos sistema gerir salas app para gerenciamento para terrenos app administrar de casas software de gestão lojas software de aluguel salas app locação de terrenos programa de administrar administradoras programa de aluguel administradoras de condomínios app para gerir para condomínios